Sustentabilidade

Net Zero: a meta verde é possível
Quem não sonha em se livrar da conta de luz? Ou não ter peso na consciência na hora de tomar banho?
A onda dos edifícios e casas autossuficientes (nas demandas energéticas e hídricas) chegou para ficar. A iniciativa é mundial e o Brasil está nessa. No Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo do ano passado, o maior evento da construção verde da América Latina, a pauta foi “Net Zero Energy: da Concepção a Operação de Edifícios Autossuficientes”. E para confirmar a importância do assunto, o número de patrocinadores do evento, dobrou em relação ao ano anterior. Entre os apoiadores de visão estão a Deca, Honeywell, Saint Gobain, Cushman & Wakefield, Eastman, Marcetex, Rain Bird.
O movimento agora é em busca de provar que vale o investimento nas construções autossustentáveis, não apenas pela questão ambiental, como econômica também.
morarmais-netzero_01
Net Zero Energia
Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em 2016, aproximadamente 7,5 mil unidades brasileiras estavam abastecidas por microgeração de energia fotovoltaica. É um aumento de cerca de 300% em relação a 2015, quando o Brasil registrava cerca de 1,8 mil dessas instalações. Esta busca por um sistema local de geração de energia, não é realidade apenas para grandes empreendimentos. Ele é válido também para residências.
Embora a energia solar seja a mais popular entre os Net Zero brasileiros, existem outras fontes como a eólica, com a utilização de turbinas ou até mesmo biomassa.
Fundamental, também é fazer um diagnóstico das necessidades e adequar, não apenas o gerador de energia como instalações e equipamentos.
Net Zero Água
A viabilização do Net Zero água é abrangente e envolve 2 questões.

  • Água potável: não pode ser proveniente de fontes convencionais, ou seja da concessionária.
  • Esgoto: deve ser tratado e não pode ser despejado fora das dependências da casa ou edifício.

A solução para o abastecimento de água potável está no desenvolvimento de um sistema de captação da água da chuva ou na extração de um poço autorizado.
Para a questão do esgoto, pode ser feita uma estação interna de tratamento ou, a utilização de um sistema simples que está cada vez mais difundido: o Wetlands que são tanques de tratamento natural*.
*Wetlands.\ Basicamente são buracos, de cerca de 1 metro de profundidade, impermeabilizados com materiais geossintéticos e dotados de uma rede hidráulica e de um meio filtrante, geralmente brita ou seixo. Após a montagem, há um trabalho de paisagismo, integrando perfeitamente o
Wetland à paisagem do local. O esgoto tratado por um Wetland produz água que tem condições de reuso, podendo ser utilizada em irrigação de jardins e em lavagem de locais comuns, por exemplo
Fonte: http://blog.gbcbrasil.org.br/?p=2511

Case Net Zero no Brasil
Um dos exemplos mais bacanas é o da Creche Hassis, em Florianápolis (SC). Construída com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), a instituição tem um sistema de geração de energia fotovoltaica instalado no telhado. Resultado: Net Zero Energia.
morarmais-netzero_02
http://www.pmf.sc.gov.br/entidades/educa/?pagina=notpagina¬i=13627
A energia solar dá conta de todas as necessidades elétricas da Creche e ainda aquece a água que vai para os chuveiros, cozinha e lavanderia. Aliás, dá e sobra. O excedente de energia é enviado para a rede pública de distribuição, em troca de créditos que poderão ser usados no abatimento de contas de energia de outros edifícios públicos da cidade.
O uso racional da água também foi previsto no projeto. Existe um sistema de captação da água da chuva para as torneiras do jardim e vasos sanitários da creche.

‘’ A sustentabilidade é um dos pilares do Morar Mais. Sempre encorajamos o conceito, criando espaço dentro do evento para a difusão do movimento e exposição de novas práticas sustentáveis’’
Sandro Schuback – Diretor Nacional Morar Mais por menos

Cases mundo afora
Descobrimos um site que tem a localização de vários projetos Net Zero espalhados pelo mundo. Apesar do objetivo comum, que é a autossustentabilidade, é divertido constatar que as soluções são muitas. Pinçamos alguns projetos que dão uma dimensão desta diversidade.
https://batchgeo.com/map/net-zero-energy-buildings
morarmais-netzero_03
http://www.neuemonterosahuette.ch/publikation01.php
morarmais-netzero_04
http://studio804.com/2016-1200-pennsylvania.html
morarmais-netzero_05
http://www.studio505.com.au/work/project/pixel/8
morarmais-netzero_06
http://ferrarochoi.com/portfolio_page/hawaii-gateway-energy-center
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *