Por um mundo sustentável

morarmais-capa
O uso de cabeças de animais para decorar as paredes, voltou com tudo. Só que agora elas são de mentira (ainda bem!!!) ou, falsa taxidermia*, como vêm sendo chamadas. Só para esclarecer: a taxidermia é uma técnica utilizada para preservar um animal com todas as suas características físicas. Um de seus usos mais frequentes é em cabeças que são exibidas como troféus de caça, o que vamos combinar, não fica nada bem na época em que vivemos.
Então, no mundo inteiro a reprodução de bustos dos bichinhos em mdf, cerâmica, tecido e até crochê, virou uma febre. Os animais agradecem!
Como os participantes do Morar Mais estão sempre por dentro do que acontece no mundo do design de interiores, lá vão alguns exemplos de que em 2014 e 2015, apostaram no bicho! Para ilustrar, mostramos também decorações de outras partes do planeta, com a mesma levada de preservação da fauna e, é claro, do bom gosto.
Chique e poético
Os veados e alces têm sido os animais preferidos para a falsa taxidermia. No Morar Mais Goiânia, um cervo em louça branca tem pássaros em sua galhada de madeira. Nós achamos lindo e muito poético. Para completar, o uso dos tons minerais e o decor com peças selecionadas deixa tudo em harmonia. Como na natureza.
22-01-2016-bichosS-morar-mais0
22-01-2016-bichosS-morar-mais0-1
Morar Mais® Goiânia 2015, Estar Juntos, Diego Ramos
Pelo mundo: www.wallcharmers.com, www.houzz.com
Casa de menina
Quem diria que a cabeça de um animal pudesse virar um adorno delicado. Foi isso que aconteceu no ambiente do Morar Mais Rio de Janeiro criado para ser o estúdio de uma designer. Cercado por papel de parede de bolinhas, almofadas florais e cores pasteis, a escultura ficou um charme e o espaço bem feminino. Não é à toa que o busto tem sido utilizado com versões com aplicações de padrões primaveris e até em tecido.
morarmais-taxidermiafalsa1
22-01-2016-bichosS-morar-mais1-1
Morar Mais® Rio de Janeiro 2014, Estúdio da Designer,  Nilton Montarroyos
Pelo mundo: www.tinatarnoff.typepad.comwww.etsy.com
Mistura eclética
Sob o olhar vigilante de um alce (de mentirinha), conversam peças de estilos bem diferentes. Ícones do Brasil colonial, os abacaxis, dividem as prateleiras com artesanato brasileiro e cristal Murano. A celebrada poltrona Charles Eames, a mesa de projeto arrojado e a lareira em etanol têm o contraponto luxuoso de um enorme lustre de cristal de 60 braços. Tradição e futuro convivem num mesmo espaço.
morarmais-taxidermiafalsa
morarmais-taxidermiafalsa3-1
Morar Mais® Campo Grande 2015, Sala de Criação do Designer de Interiores  – ABD. Alessandra O. Batista, Daiana Capuci, Fabiana Bicca, Flavio C. DA Silva, Paula Pacheco, Benia B. da Silva, Nádia Mattos, Priscilla Valler, Youssef  M. Carvalho
Pelo mundo: www.dolangeiman.com, www.myscandinavainhome.com,  www.inmyhouse.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *